ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Continua o cadastramento de famílias em Itabuna no âmbito do Previne Brasil




Agentes Comunitários de Saúde (ACS) da Prefeitura de Itabuna continuam atuando nos mutirões para o cadastramento de famílias de todas as classes sociais para atender à formalização do Programa Previne Brasil do Ministério da Saúde. O trabalho integra o cronograma executado pela Secretaria Municipal de Saúde para atingir 100 por cento de cobertura dos habitantes do município.
Por meio do cadastramento das famílias, a população tem acesso aos serviços à atenção primária nas Unidades Básicas e de Saúde da Família, bem como aos diversos serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a exemplo das vigilâncias sanitária, ambiental e epidemiológica e ao Centro de Saúde do Trabalhador (Cerest).
A Divisão de Vigilância Epidemiológica, por exemplo, é responsável pela distribuição das vacinas. Por isso, a relevância para que haja a conscientização da população quanto ao cadastramento, como sinaliza a coordenadora do Programa de Agentes Comunitários (PACS), Margarida Amorim. “Os mutirões de cadastro são a porta de entrada para o atendimento e prestação dos serviços das vigilâncias e da atenção básica,” explica.
Por meio da gestão participativa, o Departamento da Atenção Básica de Saúde (DAB) implantou o Grupo de Gerenciamento Estratégico (GCE), formado pelos 377 Agentes Comunitários ativos, que representam 44 equipes.
O objetivo, como afirma a Supervisora do DAB, enfermeira Alessandra Lopes, “é discutir estratégias de ações efetivas para reorganização do território, assegurando à população diretrizes da Vigilância à Saúde”.
A partir deste ano, o Ministério Saúde adotou como critério para repassar recursos às prefeituras o número máximo de usuários cadastrados na Atenção Primária à Saúde. A maioria da população usa o Sistema Único de Saúde (SUS). Por isso, a necessidade de que todos cooperem.
O prefeito de Itabuna, Augusto Castro (PSD), determinou que os mutirões sejam realizados em toda a cidade para que a meta seja alcançada até o mês de agosto.
A Secretaria de Saúde tem enviado comunicado aos síndicos e agentes de portaria para que facilitem o acesso das equipes para que o cadastramento seja efetuado de forma integral. Em algumas situações, muitas famílias se recusam a receber os Agentes Comunitários de Saúde que portam crachás de identificação e fardamento.

Nenhum comentário