ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Alba: Líder governista defende Rui contra “críticas oportunistas de período eleitoral”

 



Vejo falas de quem nunca botou o pé na escola pública, sempre estudou nas melhores escolas privadas de Salvador, e agora vem falar de escola pública e de negros?, questionou Rosemberg
O líder do governo na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Rosemberg Pinto (PT) defendeu, nesta quarta-feira (11), durante sessão extraordinária, o governador Rui Costa (PT) sobre os temas de combate à violência, educação e o preço dos combustíveis, via redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), apontados pela oposição na Casa.
O parlamentar indicou como solução para redução dos valores dos combustíveis a mudança da política de preços da Petrobras, que vincula o preço do combustível nas refinarias ao dólar. A redução do ICMS seria um contrassenso, uma vez que o imposto é investido na população baiana.
“A defesa da lucratividade de R$ 44 bilhões da Petrobras, em detrimento do aumento do diesel e da gasolina para ao povo brasileiro, que ganha de um a quatro salários-mínimos, a redução do ICMS configuraria a redução dos investimentos na população”, criticou.

Lugar de fala

Estudante da rede pública de ensino, desde as séries iniciais até a graduação em sociologia pela UFBA, Rosemberg alfinetou, “eu vejo aqui falas de quem nunca botou o pé na escola pública, sempre estudou nas melhores escolas privadas de Salvador, e vem aqui falar de escola pública?”, e, seguiu, “agora, tem gente que vem falar de negros. Aonde a grande parcela das suas vidas é junto com a elite branca da cidade, que nunca foi fazer nenhuma defesa pública em relação a defesa desses jovens negros, pobres que morrem todos os dias por fome ou atraído pelo tráfico de drogas numa disputa insana para sobreviver”.
Ainda na tribuna, destacou a aplicação da política estadual de fomento às oportunidades, via educação e assistência social, como medidas de prevenção à criminalidade. “Temos nas escolas estaduais exemplos de programas como o Bolsa Presença para ajudar a essa juventude a se manter na escola e algumas delas levar, inclusive, uma alimentação para suas casas”.
Atento ao poder financeiro e de influência do tráfico de drogas, Rosemberg alertou, “os nossos jovens estão sendo cooptados pelo tráfico de drogas e o crime, que virou uma empresa e nós precisamos destruir essa empresa maléfica que atrai os nossos jovens todos os dias por falta de oportunidade”.

Críticas oportunistas

Por fim, o petista afirmou que “escolheu um presidente que cuidou da juventude, que cuidou do povo negro, que deu oportunidade às pessoas que trabalhavam nos lixões”, em comparação a quem, “escolheu esse que está aí: um homem que não sabe cuidar gente, que estimula todos os dias que a arma é o caminho” (…) “sei que Vossas Excelências estão puxando o debate porque é o debate da eleição, e eu não tenho nenhum problema porque temos o que mostrar”.

Assessoria de Comunicação deputado Rosemberg Pinto (PT)

Nenhum comentário