ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Vereadores tentam proteger Marão de investigação de contrato milionário das empresas de ônibus

 


Na  última semana, um contrato absurdo veio a tona na cidade de Ilhéus: o prefeito Mário Alexandre fez um contrato de 15 milhões com empresas de ônibus. O valor não corresponde em nada aos serviços prestados há anos na cidade e a população continua a sofrer com o sucateamento da frota e com a baixa quantidade de ônibus.
Depois dessa divulgação, o natural seria a Câmara de Vereadores, responsável por investigação desses casos, cumprir seu papel e apurar afundo os fatos relacionados ao contrato. Entretanto, 14 vereadores resolveram que não seria necessário investigar o contrato milionário: Fabrício Nascimento, Luciano Luna, Ivo Evangelista, Dr Aldemir, Gurita,Ivete Maria, Cláudio Magalhães, Jerbson Moraes, Cesar Porto, Nerival, Paulo Carqueija, Sérgio do Amparo, Eder Júnior, Nino Valverde.
Apenas 7 vereadores, conhecidos como "G7": Tandick, Edvaldo Gomes, Baiano do Amendoim, Augustão, Vinícius Alcântara, Abraão e Enilda assinaram pela abertura necessária das investigações.
Os 14 vereadores que estão negando a investigação fazem parte da Base do governo na Câmara, chefiados por Gurita e o Presidente Jerbson Moraes. Uma possível abertura de investigação coloca em risco a eleição da primeira dama Soane Galvão para deputada e abala de vez a credibilidade de Mário e de sua mãe Angela, derrotada nas últimas eleições.




A todo custo os vereadores da base tentam ofuscar a investigação, mas o contrato absurdo e duvidoso já não pode mais ser escondido. A pressão popular é grande para que os vereadores cumpram seu papel, independente de qual político esteja sendo investigado.

Nenhum comentário