Lula não debochou de enfermeiros e sempre defendeu piso para a categoria - Bahia Expresso

Últimas


segunda-feira, 5 de setembro de 2022

Lula não debochou de enfermeiros e sempre defendeu piso para a categoria



Lula tem um longo histórico de defesa da categoria de enfermagem - Divulgação


Uma das mais recentes fake news que circula em grupos bolsonaristas é que o ex-presidente Lula teria debochado de enfermeiros, após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter suspendido o piso salarial da categoria. A mentira que circula desde o domingo foi desmentida na manhã desta segunda (5) no site oficial do atual candidato presidencial do PT.
A mensagem falsa, de que Lula teria dito que enfermeiros "só servem para servir sopa" circula em grupos de Whatsapp e Telegram. Ela se enquadra na categoria "aleatória" de fake news, segundo classificação do site de checagem Verdade na Rede. Nesse tipo de mentira, os autores usam um tema do noticiário de forma deturpada.
O tema em questão foi a decisão divulgada no domingo (4) do ministro do STF Luís Roberto Barroso que suspendeu o piso por 60 dias para que os setores público e privado expliquem o impacto econômico da medida.
Ao contrário do que diz essa a postagem, Lula sempre defendeu os profissionais da enfermagem e o piso para a categoria, que foi uma vitória conquistada após muito empenho de parlamentares da esquerda. No dia 12 de maio deste ano, Lula declarou:
"Hoje é dia da enfermagem, uma categoria profissional que esteve bravamente na linha de frente do combate a covid, mesmo diante de constantes ataques do atual governo. Nossa saúde e seus profissionais precisam ser valorizados e tratados com respeito."
Há meses liderando em todas as pesquisas de intenção de voto para presidente, Lula é alvo constante de fake news e esse volume de mentiras deve crescer até a votação do dia 2 de outubro. Para checar se alguma declaração do ex-presidente é verdadeira ou não, a melhor forma é acompanhar suas redes sociais e sites especializados em checagem de fatos.



Edição: Thalita Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário