ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Por atraso no pagamento de auxílio ‘pós chuva’, moradores de Itabuna bloqueiam rodovia

 

Um grupo de moradores de Itabuna, no sul da Bahia, faz novo protesto em um trecho da BR-415, para cobrar O pagamento do Auxílio Recomeço, benefício da prefeitura municipal destinado às vítimas das chuvas de dezembro do ano passado. O ato começou na madrugada desta sexta-feira (18) e deixa o trânsito travado nos dois sentidos da pista.

O Auxílio Recomeço começou a ser liberado no dia 25 de janeiro e atende 3.500 famílias que ficaram desabrigadas, perderam móveis e eletrodomésticos por causa das enchentes. O benefício é pago em parcela única de R$ 3 mil.

Pedaços de madeira e outros materiais foram incendiados e a passagem de veículos está impedida na altura do bairro Ferradas. A estrada dá acesso a outras cidades da região sul, além do sudoeste do estado. Somente ambulâncias e veículos envolvidos em situações de urgência são liberados para passar, assim como na manifestação ocorrida na quinta-feira (17), pelo mesmo motivo.

Na ocasião, representantes da prefeitura garantiram a divulgação de uma lista com nomes de pessoas com o benefício em atraso, no entanto, segundo os moradores, isso não ocorreu. Nesta sexta, eles exigem a presença do prefeito Augusto Castro (PSD) para dialogar.

Na quinta, a Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza orientou que os manifestantes organizem um grupo com até cinco pessoas para representar as famílias e se dirigir até o órgão, com RG e CPF, para que seja feita uma busca minuciosa no sistema.

Além disso, a gestão salienta que os moradores devem atentar que o benefício é pago por família, e não individualmente. Segundo a pasta, os técnicos verificaram que algumas pessoas, de fato, não receberam o valor, mas têm familiares cadastrados e que já entraram no sistema como beneficiários do auxílio, portanto, não deverão ser incluídas.

Nesta sexta, em nota, a prefeitura disse que avalia a situação de famílias que ainda não foram contempladas e que se mantém aberta ao diálogo, mas “lamenta os protestos causados por agentes infiltrados mais interessados em tumultuar que cooperar nos esforços de socorro às famílias vítimas da maior tragédia natural da história da cidade”.

Também informou que nesta sexta serão entregues mais 145 cartões no valor de R$ 3 mil no Grapiúna Tênis Clube. As informações são do G1

Nenhum comentário