ÚLTIMAS NOTÍCIAS

ORQUESTRA GONGOMBIRA DE PERCUSSÃO LANÇA NOVO SIGLE PARA O VERÃO DA BAHIA

 


A Orquestra Gongombira de Percussão surgiu em 2004 a partir da longa experiência do compositor e percussionista Marinho Rodrigues como uma das principais lideranças do movimento dos blocos afro da cidade de Ilhéus. A banda representa uma das principais ações da ONG “Organização Gongombira de Cultura e Cidadania” que, por meio dos muitos projetos realizados ao longo dos últimos 17 anos, tem consolidado um trabalho que junta: formação de jovens; reflexão crítica sobre o legado cultural e religioso afro-brasileiro, com especial atenção ao terreiro Matamba Tombenci Neto onde o grupo é sediado e atua mais diretamente; participação ativa no debate local, regional e nacional, em torno das diferentes frentes de luta da população negra e na elaboração de políticas públicas que contemplem esse setor; e, o que não é menos importante, diversão como uma dimensão fundamental de engajamento e ação política. As festas “Otambí”, organizadas pela Gongombira, são um bom exemplo dessa questão, mostrando que cantar, dançar, tocar são caminhos potentes para juntar as pessoas em torno de objetivos comuns, recrutar aliados de diferentes lugares e perfis e, ao mesmo tempo, promover o bem-estar da comunidade.


A Orquestra Gongombira é formada por um grupo de músicos nascidos e criados dentro do terreiro e com longa experiência musical dentro do movimento dos blocos afro. A receita de sucesso do grupo tem como ingredientes fundamentais uma percussão potente e envolvente (Icaro Rogers, Pamela Thaynan, Tonho Rodrigues) que junto com a bateria (Jhon Ericks) fornece uma base sólida sobre a qual se inserem uma guitarra (Jeferson Rodrigues) e um violão (Cesar Bispo) que criam diferentes atmosferas e acrescentam seu tempero. As vozes de Marinho Rodrigues, Jamena Loranna e Cesar Bispo, cada uma com sua energia e timbre próprios, completam o conjunto, se alternando para envolver e emocionar o público. 

A proposta inovadora da Orquestra Gongombira é a de misturar ritmos e sonoridades afro-brasileiros (Ijexá, Samba Reggae, Salsa, Merengue, Samba de Roda, Pagode baiano, Adarrum, etc.) com elementos de diferentes tradições da música latina, para propor um repertório bastante variado, mas sempre envolvente e dançante. 

Em 2018 a Orquestra Gongombira de Percussão gravou duas canções: “Vá se Benzer”, de autoria dos compositores Deco Simões /Emerson Taquari/ Leo Reis/Leonardo Reis/ Sérgio Rocha, interpretada por Jamena Loranna; e “Mina Hora”, de Marinho Rodrigues e por ele interpretada. No ano de 2020 a banda entrou mais uma vez em studio, dessa vez pra gravar a música “Alfazema” de autoria da compositora Nina Sol, interpretada por Jamena Loranna. 

A música “Suavidade”, que será lançada no dia 21 de  dezembro de 2021, é uma composição de Cesar Bispo (violonista e um dos cantores da Orquestra). Gravada em Salvador, com a participação de músicos consagrados da cena musical soteropolitana, essa produção de Jackson Almeida apresenta um trabalho com acabamento primoroso que reflete o amadurecimento profissional e o grande potencial da banda. O arranjo, muito bem construído, traz desde sua introdução um ritmo contagioso conduzido por um timbau (que lembra o suingue da Timbalada) e fraseados de guitarra que remetem aos carnavais baianos mais antigos, da época do frevo elétrico. A voz principal (do próprio Cesar) é apresentada de forma clara e precisa, sendo enriquecida no refrão pela intervenção de outras vozes. A melodia e a letra soam familiares e convidam a cantar. O resultado é um belo exemplo de autoafirmação e engajamento que mexe com o corpo e com a mente

Marinho Rodrigues

Produtor (73) 988093958

Nenhum comentário