ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Secretaria de Governo recebe dirigentes da Associação Pais e Amigos dos Autistas




As principais necessidades de atendimento cotidiano as crianças e adolescentes com autismo foram relatadas ao secretário municipal de Governo, Josué Brandão Júnior que se reuniu na tarde de ontem, dia 5, com representantes da diretoria da Associação de Pais e Amigos do Autista de Itabuna (AMA). 
Durante o encontro, a presidente da AMA, Jislayne Figueiredo, abordou as carências de atendimento médico ambulatório para os autistas, inclusive no Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) Infantil mantido pela Secretaria Municipal de Saúde, no Bairro Jardim Vitória. 
Segundo a dirigente, mesmo o CAPs Infantil tendo uma equipe multidisciplinar não atende de forma adequada as demandas dos autistas e de suas famílias.  “Tem paciente que está há dois anos na lista de espera para consulta. É necessário um fonoaudiólogo, um  neuropediatra e mais um  psicólogo na unidade para melhorar o atendimento”, pediu. 
A dirigente da AMA, que estava acompanhada da vice-presidente Loraine Bernardi, protocolou um ofício para ser encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde solicitando que os atendimentos sejam agilizados. Além das questões do atendimento no CAPs Infantil a Associação solicitou empenho da Secretaria de Saúde para inclusão dos Autistas na campanha de vacinação contra a Covid 19. 
“A equipe é formada por psicólogo, terapeuta ocupacional e psiquiatra. Mas, a família é direcionada apenas para um profissional. O que necessitamos é de uma rede de apoio”, alertou Jislayne Figueiredo.  
O secretário Júnior Brandão disse que vai buscar junto à Secretaria Municipal de Saúde soluções para as demandas apresentadas pela AMA. “Vou acompanhar isso de perto. Tentar encontrar caminhos para resolver os problemas da instituição”, garantiu. 
Criada em 2017, a AMA atende a pessoas de todas as idades que sofrem de autismo.  A instituição vive de doações e faz o encaminhamento de pacientes para a rede pública  de  saúde. 
No entanto, encontra dificuldades  para as consultas para autistas de até 12 anos. “Essa é uma causa nobre que vamos apoiar”, disse o secretário de Governo, destacando as ações na área de saúde desenvolvidas pela gestão do prefeito Augusto Castro. A AMA está localizada no Pontalzinho e o telefone para contato,  cooperação e parceria é  (73) 98804- 2431.

As principais necessidades de atendimento cotidiano as crianças e adolescentes com autismo foram relatadas ao secretário municipal de Governo, Josué Brandão Júnior que se reuniu na tarde de ontem, dia 5, com representantes da diretoria da Associação de Pais e Amigos do Autista de Itabuna (AMA).
Durante o encontro, a presidente da AMA, Jislayne Figueiredo, abordou as carências de atendimento médico ambulatório para os autistas, inclusive no Centro de Atenção Psicossocial (CAPs) Infantil mantido pela Secretaria Municipal de Saúde, no Bairro Jardim Vitória.
Segundo a dirigente, mesmo o CAPs Infantil tendo uma equipe multidisciplinar não atende de forma adequada as demandas dos autistas e de suas famílias. “Tem paciente que está há dois anos na lista de espera para consulta. É necessário um fonoaudiólogo, um neuropediatra e mais um psicólogo na unidade para melhorar o atendimento”, pediu.
A dirigente da AMA, que estava acompanhada da vice-presidente Loraine Bernardi, protocolou um ofício para ser encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde solicitando que os atendimentos sejam agilizados. Além das questões do atendimento no CAPs Infantil a Associação solicitou empenho da Secretaria de Saúde para inclusão dos Autistas na campanha de vacinação contra a Covid 19.
“A equipe é formada por psicólogo, terapeuta ocupacional e psiquiatra. Mas, a família é direcionada apenas para um profissional. O que necessitamos é de uma rede de apoio”, alertou Jislayne Figueiredo.
O secretário Júnior Brandão disse que vai buscar junto à Secretaria Municipal de Saúde soluções para as demandas apresentadas pela AMA. “Vou acompanhar isso de perto. Tentar encontrar caminhos para resolver os problemas da instituição”, garantiu.
Criada em 2017, a AMA atende a pessoas de todas as idades que sofrem de autismo. A instituição vive de doações e faz o encaminhamento de pacientes para a rede pública de saúde.
No entanto, encontra dificuldades para as consultas para autistas de até 12 anos. “Essa é uma causa nobre que vamos apoiar”, disse o secretário de Governo, destacando as ações na área de saúde desenvolvidas pela gestão do prefeito Augusto Castro. A AMA está localizada no Pontalzinho e o telefone para contato, cooperação e parceria é (73) 98804- 2431.


Nenhum comentário