ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Fundação Marimbeta já tem mais de 600 alunos inscritos para o ano letivo




A Fundação Marimbeta – Sítios de Integração da Criança e do Adolescente já matriculou mais de 600 alunos para o ano letivo de 2021 e as atividades sociopedagógicas ofertadas no contraturno do horário escolar, atendendo aos interesses e necessidades atuais dos contextos de aprendizagens sociais articuladas aos conhecimentos escolares.
Nestes espaços são ofertados ensino regular nas classes escolares e curso, aulas de campo, oficinas e atividades sociopedagógicas nas áreas de: Artes, Esporte, Dança, Música, Empreendedorismo, Tecnologia da Informação e Comunicação Visual (informática, serigrafia e edição de mídia audiovisual), Educação e Sustentabilidade Ambiental, Culinária e Serviços de Garçom.
O público a ser atendido está ampliado nesta nova gestão, com cursos destinados a pessoas acima de 18 anos, jovens, adultos e idosos, em turmas diferenciadas, com entrega de certificados para todos.
“Por causa da pandemia do novo coronavírus, as aulas iniciarão de forma não presencial com entrega de kit de materiais para estudo e produções a serem realizadas nas residências e as aulas remotas com uso da tecnologia, desenvolvendo estratégias da Metodologia Ativa”, disse o presidente da Fundação professor Valter Silva.
Ele destaca que as famílias dos alunos que não tiverem acesso à internet poderão solicitar o material pedagógico dos ateliês virtuais, para que eles estudem em casa.
Há duas semanas, a instituição está com as inscrições abertas para as Unidades dos Sítios de Integração, localizadas nos bairros Nova Ferradas, Fonseca, São Pedro e São Roque, ficando as matrículas abertas até a terceira semana deste mês de maio.
Para fazer a matrícula, os pais ou responsáveis devem ir até um dos sítios levando os documentos de identidade do aluno e os próprios documentos.


"Nossa expectativa é chegar a 800 alunos inscritos neste ano letivo”, disse Valter Silva.

A Fundação Marimbeta têm 10 educadores sociais e oferece ensino e oficinas a estudantes de 7 a 18 que buscam desenvolver habilidades em várias áreas. “É um ambiente que presta um serviço de excelências para os alunos e suas famílias”, frisa o presidente da Fundação Marimbeta.
Em janeiro deste ano, os Sítios passaram por melhorias na infraestrutura física, “A expectativa é que os espaços também recebam nova pintura. Encontramos as unidades em situação de abandono”, lamenta o professor Valter Silva, que destaca o apoio do prefeito Augusto Castro para que também se ofereçam conforto, segurança e trabalho educacional de qualidade

Nenhum comentário