ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prefeitura vai chamar a população para se engajar no combate a entulhos em Itabuna


A Prefeitura de Itabuna, por meio da Superintendência de Serviços Públicos da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo, conseguiu reduzir em 47% os pontos viciados de entulhos e lixo nos últimos 90 dias. O dado foi apresentado hoje, dia 31, durante encontro virtual promovido pela Secretaria de Governo com diversos setores da Administração para debater o grave problema que afeta toda a cidade.
Na oportunidade, o diretor de Meio Ambiente da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente, Thiago Guedes, apresentou um relatório sobre as 181 ações de fiscalização ambiental executadas neste ano quando foram emitidas 122 notificações, autorizadas oito podas e supressões de vegetação e llistados 50 pontos de descarte ilegal de entulhos.
O secretário de Infraestrutura e Urbanismo, Almir Melo Jr, disse que todas as denúncias relativas ao descarte em áreas inapropriadas são verificadas pelos fiscais. Ele explicou que a remoção de entulhos é de obrigação dos construtores ou das pessoas que executem obras em seus imóveis.
Almir lembrou que há locais, como o semianel rodoviário e áreas vizinhas ao Hospital de Base, que já foram limpos pela Prefeitura, mas as pessoas insistem em lançar entulhos. “Mais de 20 caçambas foram recolhidas no semianel enquanto próximo ao hospital, outras 10. Não podemos ficar nessa situação. É preciso a cooperação das pessoas”, realçou.
“Não se vai resolver a questão sem o engajamento da população” afirmou a secretária de Planejamento, Sônia Fontes, que ressaltou ser o tema problema comum a todos os municípios brasileiros. Ela sugeriu a realização de campanhas educativas para esclarecer e orientar as pessoas a descartar o material retirado de obras e construções nos locais designados pela Administração.
Para o secretário de Governo, Josué Brandão Junior, efetivamente é preciso que haja conscientização das pessoas porque, ao lançar entulhos em calçadas, vias públicas e locais inapropriados, se está contribuindo para lixões e atração de animais peçonhentos, roedores, etc. Ações educativas estão sendo planejadas, inclusive com a mobilização das associações de moradores, igrejas e líderes comunitários.
Participaram do encontro virtual os secretários Sônia Fontes, de Planejamento; Almir Melo Jr, de Infraestrutura e Urbanismo; Francisco de Sousa Lino Filho, superintendente de Serviços Públicos.
Ainda, Alan Feitosa Alves, gerente de Fiscalização Ambiental; Thiago Guedes, diretor de Meio Ambiente; Calin Bahia , coordenadora de projetos socioambientais; e Marcelo Lisboa, Chefe de Gabinete da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente.

Nenhum comentário