PV decide fazer oposição a Rui Costa - Bahia Expresso

Últimas


Ita melhor

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

PV decide fazer oposição a Rui Costa

O flerte do Partido Verde com o Partido dos Trabalhadores na Bahia parece que chegou ao fim. O presidente estadual do PV, Ivanilson Gomes, que em meados de janeiro esteve em diálogo com o secretário estadual de Relações Institucionais, Josias Gomes, parece que voltou atrás em seu desejo de ir para a base do governo e resolveu aceitar a vontade da maioria da legenda.
Na última terça-feira, ele garantiu que a sigla se manterá ao lado dos Democratas, com o prefeito ACM Neto, e continuará fazendo oposição ao governador Rui Costa (PT).
Segundo Ivanilson, os verdes, que têm a correligionária Célia Sacramento como vice-prefeita de Salvador, fizeram oposição durante as eleições e irão continuar com esse papel. “E nos manteremos na base do prefeito”, afirmou Ivanilson Gomes.
Na Assembleia Legislativa é aguardada pelo deputado estadual eleito Marcell Moraes a formalização do bloco oposicionista DEM-PV, articulado entre o líder da oposição na Casa, deputado Sandro Régis.
“Vamos caminhar alinhados DEM e PV, inclusive nos momentos de votação. A decisão foi consensual por parte do Partido Verde, minha e do deputado Marquinho Viana. Do lado do Democratas, também já há um entendimento e a formalização deve ser feita”, garantiu Marcell Moraes ao BocãoNews.
Sobre o assunto, o presidente estadual do PV disse que a legenda não irá interferir no posicionamento e desejo dos deputados e vereadores. Interferências só ocorrerão, acrescentou, se houver decisões muito destoantes.
No ultimo mês, rusgas internas no PV fizeram com que o partido não chegasse a um consenso sobre qual rumo seguir. Nos bastidores, ventila-se que uma parte preferia estar com Neto e outra se aliar a Rui.
As rusgas começaram a surgir após o prefeito de Licínio de Almeida, Alan Lacerda, ser destituído da função de presidente estadual para Ivanilson Gomes assumir.
A mudança de presidência estadual do PV partiu de Brasília, capitaneada pelo presidente nacional da legenda, José Luiz Pena. Um grupo também estaria indignado com o fato de a vice-prefeita de Salvador, Célia Sacramento, ter sido retirada da executiva estadual do PV de forma arbitrária pelo novo presidente.A destituição de Lacerda da presidência do PV mostrou ideias divergentes do deputado estadual Marquinhos Viana e Ivanilson Gomes. 
À Tribuna, o deputado Marquinhos Viana informou, no dia 24 de janeiro, que Ivanilson estaria apenas fazendo jogo ao demonstrar interesse em ir para a base aliada do PT.
Isso porque tentava pressionar o prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), a garantir um maior leque de indicados sob a tutela do novo presidente.
“O que ele [Ivanilson] quer é provocar com essa história de ir para a base do PT e até procurar o presidente deles, o Everaldo Anunciação. Tudo não passa de artimanhas”, disse à TB. O PV tem como secretário de Cidade Sustentável André Fraga, ex-chefe de gabinete de Ivanilson Gomes.
Por causa da destituição de Alan Lacerda da presidência estadual da sigla, os verdes criaram o Movimento PV Democrático, que espera uma reunião com o presidente nacional, Luiz Penna, para discutir questões internas e tentar reunir o partido.
O deputado Marquinhos Viana havia explicado, em reportagem à Tribuna, que o grupo está convocando uma comissão para ir à Executiva Nacional. “Queremos ouvir: olha, vai ficar Ivanilson e não vai ser mudado. E tomaremos uma posição jurídica para saber se a gente fica no partido ou pede desfiliação por justa causa, ou se o partido expulsa a gente. Se o PV não concede espaço para os entendimentos, então estão expulsando a gente”, declarou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário