ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sem nenhum interno positivado, Conjunto Penal de Itabuna reforça ações de combate ao coronavírus

 


Após quase um ano de enfrentamento à pandemia da Covid-19, o Conjunto Penal de Itabuna não registrou nenhum caso de infecção pelo novo coronavírus entre a população carcerária. Esse resultado foi possível, até aqui, devido ao envolvimento de todo o corpo de funcionários da empresa Socializa, que acolheu as orientações das autoridades sanitárias estaduais, por meio da Seap e da direção da unidade. A unidade é administrada pela Socializa – Soluções em Gestão, em regime de cogestão com o Governo do Estado.

Dentre as ações, foram criadas diversas barreiras sanitárias, que incluem implantação de lavabos nos principais acessos aos diversos setores da unidade, bem como o destacamento seis monitores de ressocializações para acompanhar e orientar sobre a correta higienização das mãos de todos que estiverem no recinto – isso inclui servidores, funcionários, prestadores de serviço e reeducandos. Também, todos os veículos que necessitem adentrar a área interna do CPI são lavados.

Outras ações dizem respeito à comunicação visual, com dezenas de placas alertando para os cuidados com o vírus. Também foi totalmente isolada a área em que funcionam os serviços de saúde (Posto de Saúde Penitenciário, Psicologia e Serviço Social), bem como o Setor Jurídico. O acesso é permitido apenas permitindo a pessoal autorizado, devidamente paramentado com Equipamentos de Proteção Individual (EPI).

Essas ações se somam a outras, que foram adotadas ainda no início da guerra ao vírus, com a limpeza constante de balcões, mesas, maçanetas, telefones e outros objetos de uso compartilhado. Além disso, colaboradores da área de saúde, monitores de ressocialização e reeducandos que são autorizados a trabalhar na área externa utilizam constantemente equipamentos de proteção individual (EPIs), como forma de minimizar os riscos de contágio.

Ações de sanitização (desinfecção), com o produto Quaternário de amônio, também são realizadas periodicamente. São sanitizados todos os setores, especialmente os alojamentos da Companhia de Guarda, da Polícia Militar, todo o setor administrativo, o setor médico, bem como viaturas de escolta de presos. Também passa por desinfecção o local que foi reservado para receber, caso ocorram, casos positivados da Covid-19 entre os internos.

O local, um módulo de carceragem anexo, passou por adequações e continua vazio, mas está pronto para acolher algum paciente que porventura necessite ficar isolado do restante da população carcerária. Também se destaca a confecção de máscaras de proteção, para todos internos e visitantes, além do reforço nos itens do kit de higiene que é fornecido a todos os internos, bem como são feitas constantes ações de orientação aos internos e funcionários, quanto às formas corretas de higienização e cuidados para evitar contaminação.

Novo Plano de Contingência

Com o aumento dos índices de contaminação na Bahia e o aparecimento de novas cepas do coronavírus, bem como devido ao aprendizado acumulado desde o início da pandemia, a Socializa está implementando um novo Plano de Contingência, visando aperfeiçoar o combate ao vírus, na tentativa de garantir que nenhum interno venha a contrair a Covid-19, bem como minimizar o risco de contágio entre funcionários.

Nenhum comentário