ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Floresta Azul: Projeto de 003/2019 de autoria da Vereadora Daniela Laranjeira é debatido em sessão ordinária



Às 19 horas, da última segunda-feira 09 de setembro , os vereadores da cidade de Floresta Azul, reuniram-se para mais uma Sessão Ordinária da Câmara Municipal. Iniciando a reunião, foi feita a frequência dos vereadores, pelo vereador Jaconias Gusmão, havendo o número legal de presentes o presidente Márcio Soares, deu incio a sessão onde convidou o vereador Jaconias para fazer a leitura do texto bíblico, em seguida a leitura da ata realizada pela vereadora Daniela Laranjeira, onde as  mesma teve aprovação por unanimidade, onde a vereadora Daniela e o vereador Jaconias Gusmão leram o expediente.
Foi aberto o pequeno pequeno expediente, o primeira a se manifestar foi o vereador Geronimo Paiva usou da palavra, relatando os pedidos feitos em sessão anteriores, relacionadas as bocas lobos, e alerta que se aproxima o período de  estiagem, seguindo de chuvas de trovoadas, o vereador chama atenção de que algumas ruas sobre danos com a chuva  e cobra o executivo uma atenção maior nessa situação, solicitando dos órgãos competentes uma atenção maior. 
Não havendo mais oradores no pequeno expediente, foi aberto a ordem o dia.
O primeiro a se manifestar na ordem do dia  foi o vereador Inha Andrade, que salienta o problema que vem apresentando a agência dos correios do município de Floresta Azul, que se encontra sem condições de trabalho, devido ao prédio está com alguns problemas em sua estrutura, não podendo passar por reforma que não ser um imóvel próprio da empresa, por se tratar de um prédio que pertence ao município, o vereador solicita da Prefeita Dra. Gicelia uma atenção maior, para que se fossa realizar uma reforma, evitando que Floresta Azul possa perder a agência, o vereador lembra ainda que o sindicado e fiscalização se visitaram o local onde funciona a agência  atestando que não tem condições de funcionamento, afirmando que qualquer tipo de denuncia junto ao Ministério Publico acarreta o fechamento, o vereador Inha convida o presidente da casa pra junto tomar um conhecimento maior sobre esse problema dos correios, no uso do da palavra o vereador, salientou que a funcionária dos correios já se colocou a disposição para se fazer presente na casa.
Em seguida o Vereador José André usa da palavra, citando o pedido realizado em sessões anteriores, na sinalização de ruas da município, afirmando que o vereador tem o papel de fazer a indicação, mais só o executivo pode realizar, pedido esse feito a 2 anos, onde irá facilitar o acesso, mais infelizmente não obteve resposta, o vereador fica entristecido que as ruas só são localizadas por referencia, o vereador apela ao executivo, que possa responder sua solicitação. O vereador André no uso da sua palavra, comentando da reforma da central de abastecimento, e salienta do tamanho do fluxo de carro que por ali transita, atropelando pessoas de idade, diante tal situação o vereador solicita que possa ser fechado para veículos no horário de funcionamento nos dia de feira livre, o edil pede ainda para tomar providencias sobre a altura do som nos dias de feira.
O vereador Geronimo, usa da palavra de uma pedido feito a 2 anos das ruas Camacã com a Rua Osvaldo Cruz, que foi aberta pelo ex-prefeito o saudoso  Salvinho, solicita a colocação de Manilhas ou alguma providencia, o edil já que precisou alguns carros e caminhões, que por pouco não aconteceu uma tragédia, o vereador solicita uma moção de pesar a esposa do Samuel.
O próximo a se manifestar foi o vereador Ubiratam Batista, esclarece que existe uma união com Legislativo com o Executivo, onde o edil afirma que seus pedidos vem sendo atendidos, o vereador afirma solicita o moção de aplausos a equipe da secretária de Assistência Social,pela conferencia da Assistência Social, parabenizando a palestra destacando o direito do idoso, o vereador faz uma indicação de reposição se lâmpadas na rua Travessa Silveira solicitando também, na mesma rua a visita da vigilância Sanitária na altura do número 3 em terreno, onde foi notado a presença e saída de cobras e escorpiões, denuncia já realizada pelo vereador, no uso da palavra ainda e afirmando que os correios está falindo e se solidariza ao vereador Inha nessa briga dos correios, a sendo solidário as indicações do vereador José André, citando a situação do banheiro publico, cobrando a Secretária do órgão competente e da Guarda Municipal, o que se diz o problema dos veículos presentes na feira dos domingos, e para encerrar agradece a mesa diretora pela parceria com os vereadores encaminhando os pedidos de lei, feitos pelos vereadores nas sessões ordinárias.
O vereador Jaconias Gusmão, usa da sua palavra propondo uma alterativa sobre dois grandes problemas que não foram atendidos, a respeito da sinalização das ruas, o vereador afirmou que esteve nas cidades de Itapé e Arataca e lá encontrou ruas sinalizadas o edil solicita o enviou de um projeto pro DETRAN e para executivo um projeto de transito para a cidade que indicara mão e contra, e locais que são proibidos estacionar, e com localização de acesso dos principais locais da cidade ( instituições e departamentos), que será de grande utilidade para que no visitantes que chegam a cidade seja a passeio ou trabalho e fazer uma busca com os nomes das ruas, por ter algumas ruas que mudaram os nomes e algumas não foram cumpridas, citou um exemplo da Creche que  foi aprovada a mudança de nome  mais ainda não foi retirada.
Não havendo mais orador, o presidente Marcio colocou em votação o projeto 003/2019 que é autoria da vereadora Daniela Laranjeira, que instituí no município o atendimento prioritário   para portadores do fibromialgia o instituí o dia 12 de maio como o dia municipal da fibromialgia, ficando para votação para a próxima sessão
 a Moradora Joselita usou da palavra da tribuna popular, onde explanou um pouco sobre essa doença, e suas consequências, sintomas, onde citou como adquiriu e o processo que ela enfrentou, após visitar vários especialistas, que a impede de trabalhar, de aproveitar a vida, atrapalhando o seu lazer, pedindo que esse projeto de lei possa ser reconhecido e respeitado por todos.
Após o uso da palavra o vereador José André, solicita copias do projeto para que essa ter um entendimento maior do doença.
O vereadora Daniela usa da palavra, afirma a implantação do projeto pelo fato da doença não ter tão conhecida e tem o apoio do todo os estados, afirmando que Floresta Azul é  uma das cidades que está ligada ao um grupo de todo nordeste, e por poucos conhecerem alguns portadores  sofrem preconceitos salientando que após a aprovação do projeto, essa doença será conhecida, não existindo ainda um tratamento, e sim um paleatico para melhorar as dores, a vereadora no seu discurso disse ainda que teve o apoio da Secretária de Assistência Social, colocando em pratica o agosto lilás que foi de sua autoria.
O presidente Marcio pauta uma palestra com os candidatos do Conselho Tutelar que é um projeto da Secretaria de Assistência Social com um tempo de 3 minutos por candidato, com a presença do Ministério Publico, ficando  agendado pro dia 23 de setembro uma sessão com pauta exclusiva para apresentação dos candidatos.
finalizando a ordem do dia o presidente da casa passa para o grande expediente, os vereadores que se inscreveram usam da palavra, o primeiro a se manifestar é o vereador Jaconias Gusmão que inicia o seu discurso, que poderia deixar registrado sobre o projeto da vereadora Daniela, após a explanação da autoria e da convidada, o edil pede uma melhor entendimento maior e uma compreensão sobre a importância desse projeto, o mesmo que já presenciou projetos estranhos mais durante os debates e discussões ele passa a entender o projeto, e questionou o porque não colocou em votação nessa sessão do dia 9 de setembro sendo, informando que segundo o regimento teria que entrar em pauta em sessões anteriores, para que pudesse ser entendido como ocorreu nessa sessão, não podendo apresentar projetos, propostas que cause gastos ao executivo, explicando que está na lei de orçamento, não podendo apresentar emendas que altere essa lei, podendo fazer um remanejamento, garantindo a aprovação do projeto por entender que a proposta a ideia que é aliviar o sofrimento daqueles que tem essa doença.
Não havendo mais nada a tratar, o presidente agradeceu a presença de todos e encerrou a sessão, ao mesmo instante, entra em recesso parlamentar e  convidando a todos para participar da próxima, que ocorrerá em 16 de setembro.

Nenhum comentário