Firmino Alves: Crise na educação, professores cobram da prefeitura recursos dos precatórios - Bahia Expresso

Últimas


Ita melhor

quarta-feira, 13 de março de 2024

Firmino Alves: Crise na educação, professores cobram da prefeitura recursos dos precatórios

 


A prefeitura de Firmino Alves, no Médio Sudoeste, passa por uma crise na sua gestão que parece que o prefeito Fabiano Sampaio não encontra uma solução. Nos últimos dias vários secretários de governo deixaram os cargos aumentando ainda mais a crise no governo.
Mas o pior de tudo está na educação do município, essa semana professores da rede municipal de educação ocuparam a plenária da Câmara de Vereadores da cidade para cobrar os recursos dos precatórios que a Prefeitura ainda não repassou. De acordo com documentos que nossa reportagem teve acesso (veja abaixo) a Prefeitura recebeu as duas parcelas e ainda não fez o repasse destes recursos que são para destinação da educação.
Os documentos mostram que a Prefeitura sacou no dia 28/09/2022 um valor de R$ 3,733,412.87 (três milhões, setecentos e trinta e três mil, quatrocentos e doze reais e oitenta e sete centavos), isso numa primeira parcela. Já numa segunda parcela a Prefeitura sacou no dia 20/06/2023 um valor de R$ 2.898,326.81 (dois milhões, oitocentos e noventa e oito mil, trezentos e vinte e seis reais e oitenta e um centavos).
Professores do município junto à APLB Sindicato estão realizando uma série de manifestos para que a Prefeitura realize os pagamentos dos precatórios que já se arrastam desde o ano passado.




Nenhum comentário:

Postar um comentário