Medo de prisão e debandada: como empresários bolsonaristas reagiram no grupo de WhatsApp - Bahia Expresso

Últimas


Ita melhor

terça-feira, 23 de agosto de 2022

Medo de prisão e debandada: como empresários bolsonaristas reagiram no grupo de WhatsApp


Arte/Metrópoles

Desde que a coluna começou a publicar, na semana passada, mensagens trocadas por empresários bolsonaristas num grupo de WhatsApp, a reação dos participantes variou. Entre um desabafo sobre o medo de ser preso e deboche, houve grande debandada. Mais de 50 integrantes saíram do grupo.
José Koury, dono do Barra World Shopping, no Rio de Janeiro, e um dos que recebeu a Polícia Federal nesta terça-feira (23/8) em casa, oscilou entre fazer piadas com uma mensagem sobre o medo de ser preso.
No fim da manhã da quarta-feira (17/8), a coluna pediu posicionamento aos empresários que haviam defendido explicitamente ruptura democrática no grupo, além de outros, que publicaram mensagens com ataques ao Supremo, ao Tribunal Superior Eleitoral e às eleições.
Os empresários procurados passaram a compartilhar estratégias de respostas que dariam à coluna. José Koury afirmou, às 10h54 daquele dia:
“Já vi que o único babaca que respondeu fui eu. Kkkk. Só não quero ser preso”, disse, ao lado de um emoji de risadas.
Nas mensagens publicadas pela coluna, Koury havia escrito que preferia um golpe ao retorno do PT. Defendeu ainda que, caso voltasse a ser uma ditadura, o Brasil não ficaria impedido de receber investimentos externos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário