ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Itabuna: Professores municipais ameaçam cruzar os braços no próximo dia 15; classe cobra reajuste salarial

 



O Sindicato do Magistério Municipal Público de Itabuna (SIMPI) está mobilizando os professores para uma paralisação no próximo dia 15 de março. Em suas redes sociais, o SIMPI afirma que ainda não teve uma sinalização efetiva do governo municipal em relação ao reajuste salarial de 33,24%, que está entre as reivindicações da categoria.
Segundo o Sindicato, a portaria interministerial de autorização foi publicada pelo Ministério da Educação (MEC) no início de fevereiro. “Portanto, o Governo de Itabuna está em atraso”, diz.
Ainda de acordo com o SIMPl, em paralelo ao reajuste salarial, outro problema seria a falta de estrutura das escolas. “Muitas escolas ainda não apresentam a mínima condição física e sanitária para receber os professores e alunos neste ano letivo. Nossa Campanha Salarial é pelo reajuste, por reformas em nossas escolas e outros direitos de valorização e respeito à categoria”.
A prefeitura disse que oito escolas estão passando por reformas. Em nota enviada para a imprensa, a Assessoria de Comunicação afirmou, inclusive, que ontem (03) e hoje (04), estas unidades foram vistoriadas por equipes do Departamento de Infraestrutura da Secretaria Municipal da Educação (Seduc). Entre as escolas, estão o Grupo Escolar Professor Everaldo Cardoso, no São Caetano, Escola Maria Pinheiro, no Alto da Conquista, IMEAM, no Alto Maron, Pedro Lemos, no Lomanto, João Mangabinha Filho, no Mangabinha, e a Creche Pequeno Aprendiz, no Bairro Fonseca.
O Sindicato ainda ressalva em sua publicação que, além de não darem aula no dia 15, os professores também não entregarão os blocos de atividades. “Não enviem os blocos de atividades para impressão na escola. Não permita que boicotem e inviabilizem a nossa pauta de luta”, destaca a postagem.

Nenhum comentário