ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Moradores cooperam com a implantação pontos verdes em substituição a lixões em Itabuna

A Superintendência de Serviços Públicos da Prefeitura quer transformar Itabuna numa cidade de referência nas áreas de limpeza e iluminação pública e serviços de infraestrutura. Uma das metas é implantar pontos verdes em substituição aos pontos viciados onde existem acúmulos de lixo e entulhos. Moradores de alguns bairros já abraçaram a proposta.
No final de linha do bairro São Caetano, onde o depósito de lixo doméstico foi substituído plantas pela Prefeitura, as equipes do Departamento de Limpeza Pública comemoram a eliminação de um ponto viciado de lixo.
Os próprios moradores colocaram uma placa proibindo jogar lixo ou entulho no local, quase um mês depois de a equipe ter removido o lixo. “Essa iniciativa tem inibido novos descartes irregulares como antigamente”, afirmou o superintendente de Serviços Públicos, Francisco de Sousa Lino Filho
No bairro Monte Cristo, a Rua Q, onde existia um antigo deposito de lixo, também ganhou novo visual depois que o morador Davi Moura e seus vizinhos decidiram cultivar plantas ornamentais.
Pela proposta da Prefeitura, a ideia é transformar esses lixões em áreas verdes, o que tem despertado o interesse e a cooperação da população ao dar um fim aos pontos viciados. “Só vamos conseguir manter uma cidade limpa bonita e organizada, com a participação da comunidade. Por isso, é bem-vinda a participação dos moradores para acabar o descarte irregular”, disse Lázaro Alcântara Pelegrini, do Departamento de Limpeza Pública.
A Superintendência de Serviços Públicos da Secretaria de Infraestrutura e Urbanismo lembra que Itabuna conta com uma coleta domiciliar regular diariamente, o que não justifica lixo lançado ou acumulado em áreas públicas ou mesmo em praças, avenidas e ruas da cidade.
As equipes da Prefeitura trabalham desde as primeiras horas de cada dia para manter a cidade limpa, conservada e iluminada. A existência de pontos viciados de lixo se constituem problema de saúde pública, pois podem transmitir doenças infectocontagiosas.

Nenhum comentário