ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Secretária Municipal de Saúde esclarece situação do transporte para pacientes TFD







Na manhã desta quarta-feira, dia 8, a secretária municipal de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, prestou esclarecimento em entrevista concedida à Record TV Cabrália sobre a situação do transporte para os pacientes em Tratamento Fora do Domicílio (TFD), em Salvador.
O Tratamento Fora de Domicílio (TFD), foi instituído pela Portaria nº 55 da Secretaria de Assistência à Saúde do Ministério da Saúde, sendo um instrumento legal que visa garantir, através do SUS, tratamento médico a pacientes portadores de doenças não tratáveis no município de origem por falta de condições técnicas.
Consiste em uma ajuda de custo ao paciente, e em alguns casos, também ao acompanhante, encaminhados por ordem médica às unidades de saúde de outro município ou Estado da Federação, quando esgotados todos os meios de tratamento na localidade de residência do mesmo, desde que haja possibilidade de cura total ou parcial, limitado no período estritamente necessário a este tratamento e aos recursos orçamentários existentes.
Atualmente, 77 pacientes de Itabuna contam com TFD lançados neste mês enquanto 369 nos últimos quatro meses. A grande maioria destes pacientes faz o tratamento de enfermidades em Salvador, a exemplo de portadores da Doença de Chron ou que fazem tratamento de imunologia e estão enfrentando dificuldade para conseguir os benefícios do atendimento, principalmente transporte.
Nesse sentido, a secretária de Saúde, Lívia Mendes Aguiar, afirmou que não tem poupado esforços para resolver a situação: “Nossa equipe da administração já está resolvendo essa questão do transporte, bem como das demais necessidades. Os pacientes TFD precisam desse suporte e nos comprometemos com essa situação”, pontuou.
A secretária se reuniu com pacientes que apresentaram suas demandas à Secretaria Municipal de Saúde. Lívia explicou que está em andamento processo licitatório quanto ao abastecimento dos veículos no retorno da capital para Itabuna, tendo informado que o saldo do contrato com fornecedores de combustível, firmado na gestão passada, expirou. “Estamos buscando alternativas, inclusive junto à direção do Hospital de Base”, sustentou.
Explicou ainda que nesta semana a situação estará resolvida para que haja o retorno dos pacientes às viagens a Salvador para a continuidade dos tratamentos fora do domicílio.

Nenhum comentário