Barro Preto: Prefeita não pagou salário porque não quis - Bahia Expresso

Últimas


Ita melhor

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Barro Preto: Prefeita não pagou salário porque não quis


R$ 313.265,13 (Trezentos e treze mil duzentos e sessenta e cinco reais e treze centavos) esse foi o valor que a ex prefeita Jaqueline Motta deixou na conta do FPM do Município de Barro Preto, dinheiro mais que  suficiente para quitar a folha de alguns funcionários da área de saúde que por questões burocrática do banco Bradesco ficaram sem receber.
A folha no total de 34.000, 00 (Trinta e quatro mil reais) desses funcionários ficou empenhada e liquidada , isso significa dizer que o Prefeito tem obrigação de pagar, especialmente porque a ex- gestora deixou dinheiro em conta. 
É estranho que já estamos no vigésimo dia do mês de janeiro e até agora o Prefeito Clementino não cumpriu com as suas obrigações, é estranho também o fato do Prefeito ter decretado estado de emergência no Município quando na verdade não havia necessidade. 
Rumores na cidade dão conta de que o Prefeito tem interesse de fazer farra com este recurso que ficou em conta, o Tribunal de Contas dos Municípios vai investigar os Prefeitos que decretaram sem necessidade estado de emergência com objetivos espúrios.
Informações chegadas a redação do Barro Pretoacontece dão conta de que servidores municipais preparam uma manifestação para o dia 24 (terça-feira) com a suspensão dos serviços na área de saúde caso Clementino não pague o que está devendo

Nenhum comentário:

Postar um comentário