ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sem ônibus, estudantes de Ilhéus desistem de fazer o ENEM e adiam seu futuro


No último domingo (22), mais um evento de descaso da Prefeitura de Ilhéus envolvendo duas importantes áreas: transporte e educação. No primeiro dia de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), a falta de ônibus impediu que muitos estudantes conseguissem chegar ao local de prova e assim adiaram ou perderam o sonho de ingressar em uma universidade. Os jovens e moradores dos distritos foram os que mais sofreram com o descaso do prefeito Marão.
Uma simples logística de aumento da frota resolveria o problema e essa foi a promessa do prefeito Mário Alexandre junto à SUTRAN (Autarquia de Transporte e Trânsito). Mais uma de tantas promessas não cumpridas, assim centenas de estudantes foram surpreendidos pela falta de ônibus e os que tinham alguma condição financeira pagaram valores altos com Uber, táxi ou moto-táxi, com a incerteza se conseguiram chegar no horário, o que certamente causa instabilidade emocional em uma prova que define o futuro de estudantes. Após a prova, mais uma surpresa aos que foram, os ônibus já não rodavam mais.
Não bastava o acordão de mais de 30 milhões de reais com as empresas, o transporte público deficitário e as péssimas condições de tráfego nas zonas rural e urbana colocam em jogo o futuro da educação ilheense. Pouco ou nada faz a Câmara dos Vereadores que deveria fiscalizar o Prefeito. Por que a Câmara permite tanto descaso com o povo e juventude ilheense? Ilhéus com o futuro em jogo.

Nenhum comentário