ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Costa do Cacau é um dos principais destinos de turistas

Rosemberg alerta para um retorno gradual e seguro do turismo na região


Com o investimento em biosegurança e obras estruturantes, o turismo na Costa do Cacau está sendo retomado e a previsão dos gestores e parlamentares é de que, em breve, haja recuperação do setor. É unânime que o avanço esteja condicionado à adesão das medidas de combate e controle da Covid-19, por parte dos empresários e prestadores de serviços. Para o deputado estadual, Rosemberg Pinto (PT), responsável por atrair grandes investimentos para a região, as medidas sanitárias são indispensáveis para um retorno gradual e seguro, para o desenvolvimento do setor e, sobretudo, na geração de emprego e renda. Dentre as novidades e atrativos, estão a reativação da Estrada do Chocolate que já fora anunciada pelo Governo do Estado.
O turismo rural, segundo o parlamentar, é um importante e estratégico vetor de crescimento, que agrega valor à produção, promove o desenvolvimento local e do patrimônio histórico-cultural. “A recuperação das estradas vicinais vai dar uma melhor condição acesso às antigas fazendas de cacau e oportuniza uma volta ao passado. Mas há uma reivindicação também para a construção e recuperação de equipamentos que preservem acervos históricos, como museus e igrejas, a exemplo da criação do Museu do Cacau em Ilhéus. Atualmente o acervo está acondicionado no Instituto do Cacau”, defende o parlamentar.
Vale ressaltar que, recentemente, o Governo do Estado anunciou novas intervenções que facilitarão o acesso às fazendas, no entorno da Estrada do Chocolate. Estão previstas para outubro, nova sinalização turística e melhorias na pista do acesso norte de Ilhéus, que liga a cidade à Uruçuca, dando acesso às antigas fazendas de cacau, em meio a Mata Atlântica. Além da arquitetura colonial, das belezas naturais de suas praias e densos manguezais, a Costa do Cacau oferecerá o novo atrativo. No roteiro, é possível conhecer de perto a história dos coronéis e suas fortunas, desde o plantio do fruto, passando pelos hábitos das famílias, o auge e crise, com a praga da vassoura de bruxa, até a chegada das fábricas do chocolate.
No pacote de investimentos do Governo do Estado, destacam-se também o novo voo regular da Latam, partindo de São Paulo para a Ilha de Comandatuba, no município de Una e a instalação do Serviço de Atendimento ao Turista (SAT), no aeroporto de Ilhéus. Outra importante conquista foi recuperação da BA 001 e duplicação do trecho de 5,4 quilômetros, que liga as praias do sul de Ilhéus ao entroncamento com a BR-251, passando pela nova Ponte Jorge Amado. Esta última melhorou a trafegabilidade e já é um dos principais cartões postais da cidade.
O resultado das ações se refletem em números e, segundo o secretário de Turismo de Ilhéus, Fábio Júnior, nos últimos meses, mesmo com período frio e chuvoso, a taxa de ocupação na rede hoteleira de Ilhéus chegou a 60%. No último feriado (7), as reservas se aproximaram dos 90%. “A retomada começou bem, para aqueles que sobreviveram ao caos da pandemia. Pouco a pouco, o turista vem ganhando confiança e volta a viajar e a movimentar a nossa Indústria do Turismo, mundialmente conhecida como a ‘Indústria sem chaminés’”, declara Júnior. Ainda segundo o gestor, o processo de retomada tem sido possível, graças ao declínio nos casos de COVID. “O avanço na vacinação e a consequente flexibilização de restrições, por força de decreto e um rigoroso cumprimento dos protocolos de segurança por parte do empresariado local, geraram mais otimismo e confiança nas viagens. Portanto, agora, é hora de ‘arregaçar as mangas’ e fazer aquilo que melhor sabemos que é receber bem e encantar nossos visitantes”, avalia o secretário.
A Costa do Cacau é um dos principais destinos turísticos do estado e abrange os municípios de Ilhéus, Itacaré, Ipiaú, Maraú, Una, Canavieiras, Itabuna, Uruçuca, Santa Luzia, Pau Brasil e São José da Vitória.

Bahia

No âmbito do estado, verifica-se, portanto, que os prejuízos causados pela pandemia ainda afetam o setor do turismo de forma significativa, ainda assim, é possível prever uma recuperação do quadro funcional, faturamento e normalização das atividades nos próximos 11 meses. Os dados são do Observatório, importante ferramenta de acompanhamento e monitoramento da Secretaria de Turismo do Estado (Setur).
Na pesquisa sobre os impactos da pandemia, realizada em julho e divulgada no último mês, o setor do turismo está reagindo de forma gradativa e quase 30% dos empresários que participaram acreditam que as atividades retornarão à situação de regularidade em janeiro de 2022, já 31% acreditam que as atividades retornarão à normalidade no 1º trimestre de 2022.
O secretário de turismo da Bahia, Maurício Bacellar, já anunciou para o próximo dia 27, Dia Internacional do Turismo, o lançamento do programa de retomada da atividade turística no estado. Segundo ele, o momento ainda não é de lucro para os equipamentos turísticos do estado, no entanto, o acréscimo de movimento em aeroportos e na ocupação hoteleira trazem otimismo para o futuro do setor. O turismo interno tem sido uma alternativa para o setor.

Nenhum comentário