ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prefeitura, representantes de bares e restaurantes e artistas de Itabuna fecham compromisso histórico


Prefeitura, representantes de bares e restaurantes e artistas de Itabuna fecham compromisso histórico
A Prefeitura de Itabuna, por meio da Fundação Itabunense de Cultura e Cidadania (FICC), reuniu na manhã de hoje, dia 26, artistas, representantes comerciais e donos de bares e restaurantes para discutir alternativas que minimizem os impactos causados pela Covid-19.
A Operação Oxigênio fechou seis festas e notificou donos de bares e restaurantes e baixou decreto suspendendo som ao vivo. A suspensão se deu por conta do aumento de irregularidades nos relatórios dos órgãos de segurança que apontaram irregularidades no final de semana.
O prefeito Augusto Castro, que não pode estar presente, determinou a reunião para que o diálogo se mantivesse aberto. O principal objetivo do encontro, mediado pelo presidente da FICC, Aldo Rebouças, foi estabelecer critérios e fazer algumas avaliações visto que, apesar da flexibilização estabelecida no decreto de reabertura de bares, vários estabelecimentos descumpriram os protocolos com normas de funcionamento, promovendo aglomerações.
A secretária municipal de saúde, Lívia Mendes Aguiar, repassou sua preocupação diante do aumento do número de casos do novo coronavírus em Itabuna. Já o diretor de Indústria e Comércio, Othon Dantas, realçou a importância da reunião e o diálogo que foi estabelecido nesta manhã, principalmente pelo papel necessário que os estabelecimentos e músicos desempenham.
Um novo Decreto publicado hoje, dia 26, permitindo a execução de som ao vivo nos bares, restaurantes e similares, com a estrutura de som ambiente, desde que mantido o distanciamento social bem como o cumprimento de todas as medidas de saúde e segurança estabelecidas no protocolo de prevenção.
Músicos e artistas, a exemplo da cantora e compositora Lilian Casas, aproveitaram a oportunidade para explanar a felicidade de poder participar de uma construção conjunta com os órgãos responsáveis e ter as suas dores realmente ouvidas pela gestão municipal.
Em seu depoimento, a artista apresentou sugestões para essa reabertura proposta pelos empresários de bares e restaurantes, que vão desde medidas socioeducativas, promovidas pelo governo a responsabilização dos donos de bares, que precisam abraçar a causa e serem mais proativos dentro desse cenário.
Aline Kalil, também cantora itabunense, se mostrou muito satisfeita com a abertura que a gestão do prefeito Augusto Castro tem tido com a classe cultural e demonstrou total apoio com a rigorosidade da fiscalização.


REABERTURA E FISCALIZAÇÃO


Um ponto bastante citado e que entrou em consenso entre as partes presentes ao encontro foi a reabertura dos bares e restaurantes com uma fiscalização ainda mais rigorosa. Os presentes disseram que a maioria dos empresários e artistas está sendo prejudicada por uma minoria que não segue as determinações da Prefeitura.
O presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna (ACI), Mauro Ribeiro, pontuou a necessidade de haver mais rigoroso na fiscalização que já existe, determinando uma disciplina para estabelecimentos que não cumpre o acordo. Nesse momento, todos presentes sinalizaram a concordância em ter um aumento de penalizações mais rígidas para quem estiver descumprindo os protocolos.


TERMO DE COMPROMISSO


Ao fim da reunião, um Termo de Compromisso foi firmado e assinado por representantes dos segmentos empresariais de bares, restaurantes e do setor musical, assumindo o compromisso e a responsabilidade quanto à manutenção das regras dos protocolos do Decreto Municipal.
Também estiveram presente ao encontro no Teatro Candinha Dórea, o presidente da Câmara de Municipal de Vereadores, Erasmo Ávila, o diretor da Secretaria da Indústria, Comércio, Emprego e Renda, Othon Dantas, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Itabuna, Mauro Ribeiro, e o diretor Franklin Bastos.
Fotos: Marcus Ramos

Nenhum comentário