ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ex-Vereador de Itabuna condenado pela justiça quer ser Vereador em Ilhéus

Derrotado nas Eleições de 2016 na cidade de Itabuna, o  Ex-Vereador pela cidade vizinha, Adilson José, está tentando viabilizar uma possív el pré-campanha a vereador em Ilhéus, atirando para todos os lados para tentar aparecer e esconder seu passado rescente.
Filiado ao Partido dos Trabalhadores, o Pré-Candidato a Vereador exibi constantemente em suas redes sociais fotos em visitas a bairros e distritos de Ilhéus. No mês passado (abril), Adilson José foi acusado pelos índios Tupinambá e moradores de Olivença de estar incentivando aglomeração, que devido essa pandemia, desobedecendo ao um decreto federal de pessoas por aquelas redondezas e possivelmente proliferando o Coronavírus, com a realização de reuniões.  
Adilson teve um mandato de vereador, repleto de pontos negativos e conturbações, sem  representação que deixou Itabuna na época  marcada por um mandato de muitas polêmicas e brigas, e confusões que envolvendo o então edil a exemplo do  ano de 2003, Adilson José tentou agredir fisicamente no interior da Câmara o Vereador Paulo Luna, após uma discussão.
Muitos pré candidatos estão preocupados com eleição de Adilson,por ser um exemplo ruim de representação, voltado a confusões  e retaliação por parte do pré candidato, sendo retaliado em Itabuna, mostrando que não existe possibilidades de assumir um mandato de vereador pela sua postura que vinha demonstrando que assumiu a vaga no legislativo em Itabuna, além de ser rejeitado pela população E pelo meio político.

Condenado pela Justiça Eleitoral - 

A justiça condenou um vereador de Itabuna a três anos de prisão por corrupção eleitoral. Adilson José foi acusado de doar terrenos em troca de votos na eleição de 2004. O juiz Benedito Alves Coelho acolheu denúncia do MP estadual contra Adilson que na época ficou na suplência de
vereador.
Com o resultado no processo eleitoral, Adilson tomou de volta  os terrenos de algumas famílias que não teriam votado nele, destruindo a casa de alguns moradores vítimas, de acordo investigação judicial Adilson, só conseguiu assumir a vaga após a morte do vereador Geraldo Barbosa (Gegéu). Segundo investigação do MP, Adilson simulou a venda de terrenos para tentar livrar-se da acusação de compra de voto. Os eleitores eram obrigados a assinar notas promissórias como se tivessem comprado os lotes. As notas promissórias eram registradas na justiça e tinham valores iguais de 1.500 reais. Confira AQUI
Atualmente Adilson José, realiza visitas constantes ao prefeito Mário Alexandre e com o secretário de Saúde Magela, onde tem uma grande aproximação, visando emplacar sua pré candidatura na cidade de Ilhéus. pelo fato de inúmeros pontos negativos e vários conturbações em seu mandato desgastado, perdeu a apoio e a credibilidade politica. em Itabuna, realizando, para Adilson será uma eleição praticamente impossível , por conta de processos, onde o eleitor está antenado ao perfil de cada candidato se realmente merece uma vaga no legislativo.
Vamos esperar pra ver, o resultado o eleitor ilheense vai corresponder e dar a  resposta.

Nenhum comentário