ÚLTIMAS NOTÍCIAS

AÇOUGUEIROS SE REUNIRAM COM REPRESENTANTE DA ADAB PARA BUSCAR SOLUÇÕES PARA O PROBLEMA DA FEIRA DE IBICARAÍ


Aconteceu no colégio estadual Eduardo Spinola na tarde desta terça feira (18) uma reunião envolvendo os açougueiros e o senhor Renato Conceição de Sena (Coordenador Regional Sul da ADAB) a reunião teve como principal objetivo encontrar uma solução para os graves problemas que vem atingindo os açougueiros, principalmente as péssimas condições do mercado improvisado de carne e o abate clandestino.
Estiveram presentes a reunião Renato Sena (Coordenador Regional Sul da ADAB) Lenildo Santana (Ex. prefeito de Ibicaraí) a imprensa e os açougueiros, que são os maiores interessados em solucionar o problema.
Durante a reunião o coordenador Renato Sena deixou claro que a intenção ADAB não prejudicar nenhum açougueiro e sim ajudá-los a trabalhar dentro da legalidade, deixando claro também que o Ministério Publico vem cobrando constantemente ações enérgicas por parte da ADAB e que a instituição precisa da uma resposta já que o abate clandestino é também uma questão  de saúde publica. Renato Sena apresentou o caso da cidade de Coaraci, que criou uma associação que vem dando certo depois que os açougueiros se uniram e deu a dica para que aqui em Ibicaraí fosse adotada também uma associação visando fortalecer a categoria.
Na oportunidade os açougueiros que estiveram presentes apresentaram ao senhor Renato Sena as dificuldades que vem enfrentando com o atraso na reforma do mercado da carne e com a inviabilidade de abater o gado em frigoríficos da região em função do alto custo e outros empecilhos.
Depois de ouvir atentamente as orientações do coordenador regional Sul da ADAB, os açougueiros ficaram bastante otimistas com a maneira que a ADAB sentou para discutir o problema e buscar encontrar uma solução. Ficou pré agendada uma nova reunião que acontecerá no dia 10 de Janeiro do próximo ano onde serão apresentadas medidas e propostas que visam nesse primeiro momento melhorar a estética das barracas improvisadas e uma solução definitiva para a situação que vem incomodando os açougueiros e população.

Vale ressaltar que a real situação da feira hoje é essa:

Nenhum comentário