ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Candidato à presidência do Bahia, Bellintani fala sobre desafios e intenção de manter parte do atual elenco






O candidato a presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, afirma que o novo dirigente do tricolor terá grandes desafios pela frente. Em entrevista ao programa Seis em Ponto, da Metrópole FM, nesta quarta-feira (22), o candidato disse que pretende, caso seja eleito, tentar manter parte da equipe atual de jogadores.
"Lutar pela estabilização do nosso elenco, esse é o primeiro desafio do presidente. Vejo que o Bahia encontrou seu jeito de jogar, que é a cara da sua história. Um time forte atrás, dois zagueiros que dão segurança ao torcedor. Dois laterais que sobem e apoiam bastante. Do meio para a frente, temos um time dinâmico, volúvel, que o adversário sequer sabe se tem um centroavante fixo ou não. O que a gente pretende é ter um elenco cada vez mais forte, trazer quatro ou cinco jogadores em condições de disputar titularidade", apontou Bellintani, que forma chapa com Vitor Ferraz na disputa pelo mandato no triênio 2018/2020.
Segundo o ex-secretário de Desenvolvimento Urbano de Salvador, outro desafio na gestão do clube será contornar as dívidas existentes. "Nada do que fiz na vida é mais desafiador do que isso. Sobretudo, pelo tamanho das dívidas que o Bahia tem. Quase R$ 100 milhões em dívidas foram pagas nos últimos três anos, mas é preciso dar continuidade a isso. O Bahia ainda tem uma dívida de cerca de R$ 200 milhões de reais. Parte dela é uma dívida cara, dívida trabalhista que tem juros altos por ano. É muito difícil administrar dívida trabalhista. Acho que o próximo presidente, seja eu ou seja outro, vai ter que ter muita responsabilidade na gestão desta dívida", ressaltou.
Durante sua entrevista na emissora, o candidato recebeu manifestações de apoio de figuras como o presidente do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE, Sílvio Pinheiro, seu colega de faculdade; o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas; e o secretário de Comunicação do estado, André Curvelo.

Nenhum comentário