ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Deputado da tatuagem compartilha meme homofóbico e ataca jornalista

O deputado Wladimir Costa (SD-PA), que ganhou notoriedade ao tatuar o nome do presidente Michel Temer no ombro, divulgou nesta terça (8), via WhatsApp, imagem de caráter homofóbico, cujo alvo é o jornalista Ricardo Boechat, apresentador do grupo Bandeirantes.
A reportagem da Folha recebeu o meme do deputado: uma montagem em que o microfone do jornalista foi substituído por um órgão sexual masculino.
O título da mensagem é "Ricardo Bichat e o microfone de nervo" e balões de texto trazem mensagem de cunho homofóbico.
A Folha procurou o deputado nesta manhã. Ele disse que sofreu críticas pesadas de Boechat e que "apenas compartilhou" um dos "tantos" memes que já recebeu sobre o jornalista.
"São de pessoas que também não concordam com o comportamento dele, produzem e compartilham na mídia social. E compartilhei com você", disse.
Boechat não atendeu as ligações da Folha na tarde desta terça e a assessoria de imprensa do grupo Bandeirantes informou que não vai comentar o gesto do deputado.
 
ASSÉDIO
 
Costa ainda é acusado de ter assediado a jornalista Basília Rodrigues, da rádio CBN, na terça-feira passada (1º). O episódio envolvendo Basília ocorreu na véspera da votação da denúncia contra Temer na Câmara.
Durante um jantar com vários deputados na casa do primeiro vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho (PMDB-MG), Basília, junto com outros jornalistas, perguntou a Costa se ele poderia mostrar a tatuagem para comprovar a versão de que a tatuagem é definitiva.
"Para você só se for o corpo inteiro", respondeu o deputado diante dos presentes.
Em sua conta no Facebook, Basília relata o caso e diz ter pedido respeito a Wladimir Costa.
"Parlamentares constrangidos vieram me pedir desculpas pelo comportamento do nobre colega", relatou a jornalista na rede social.
O deputado postou fotos de Basília em sua conta no Facebook e escreveu ofensas à jornalista.
À Folha nesta terça ele negou o assédio: "Em momento algum eu disse 'quero transar com você', 'jornalista, você me atrai'. A única coisa que eu disse foi 'eu tiro tudo', 'eu mostro tudo'. Não vejo maldade alguma".
Segundo o deputado Julio Delgado (PSB-MG), o PSB vai apresentar uma representação contra Wladimir Costa no Conselho de Ética da Câmara até a manhã desta quarta-feira (9). 

Nenhum comentário