ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Sem salários há três meses, médicos de Ilhéus enviam carta de demissão à Secretaria Municipal de Saúde






Na manhã desta sexta-feira (01), mais uma "bomba" explode relacionada a gestão da cidade sul baiana de Ilhéus. Não bastassem os altos índices de violência na cidade e o descaso com que a gestão trata o município, refletem, sobretudo, na população, que corre riscos e pouco pode fazer.
Desta vez, 15 médicos contratados pelo município decidiram publicar uma carta de demissão, destinada à Secretaria de Saúde e justificam que a decisão, se dá, em decorrência dos atrasos salariais que já perduram três meses.

Confira, na íntegra, o documento enviado pela classe:

À

Secretaria de Saúde do Município de Ilhéus C/c ao Ministério Público do Estado da Bahia
Assunto: Exclusão da escala do regime de plantões dos serviços de urgência

Senhor Secretário,

Vimos, por meio deste instrumento, solicitar que os 15 nomes abaixo assinados sejam retirados da escala de serviços de urgência do município de Ilhéus, quais sejam, SAMU, Pronto atendimento, COVID, UPAs e PAS, a partir do dia 01/10/2021.


Posicionamo-nos desta forma em decorrência dos atrasos constantes no pagamento dos vencimentos desde julho do corrente ano, bem como pela falta de previsão no pagamento das competências desde então.
A equipe médica é qualificada e comprometida com a boa prática da medicina, no entanto o próprio sustento está sendo ameaçado diante do atual quadro em que os profissionais encontram-se há aproximadamente 90 dias corridos sem receber o seu respectivo pagamento e sem qualquer previsão para tal, por parte do Poder Público Municipal. Salientamos que a ausência de informação, vinda da coordenação e administração municipais, causa ainda maior insegurança ao quadro já instável vivenciado pela classe médica envolvida em tais atividades no município.



Esperamos que tais débitos atrasados sejam pagos aos profissionais envolvidos e que assim, as atividades habituais possam retornar para garantir o atendimento aos munícipes da cidade.
Destacamos não tratar-se de paralisação ou greve de profissionais de saúde, mas tão somente da retirada de seus nomes da escala de serviços até a regularização dos pagamentos, lembrando não haver entre o município e os médicos qualquer vínculo formal ou contratual, que pudesse configurar tal retirada de nomes da escala, como greve ou paralisação.
Assim, ratificamos que a equipe médica cumprirá somente a escala de plantão ora existente, prevista para o mês de setembro de 2021, retornando, caso seja do interesse deste município, com o pagamento dos vencimentos atrasados aos profissionais envolvidos, que frisamos, trabalharam dignamente e não foram remunerados pelos serviços prestados, tornado insustentável a relação ora existente.


Em tempo, aguardamos um posicionamento da Secretaria de Saúde do Município de Ilhéus, evitando maiores consequências aos munícipes e resgatando o mínimo respeito à classe médica que tanto se dedica e trabalha em prol da manutenção e melhora da saúde dos cidadãos de Ilhéus.

Ilhéus - BA, 24 de setembro de 2021.

Os médicos que assinaram o documento são: César Henrique Santos Cairo, Clara Nascimento Passos Silva, Daiane dos Santos Santos, Débora Zolet Boneta, Flaviane da Silva do Espírito Santo, Guilherme Martins Pereira Alves, Layse H. N. Almeida, Ludmilla Pires Vieira, Rafaela Rodrigues do Nascimento, Rafael Barbosa Carneiro, Romerito S. A. Duarte, Thainan Lopes Seara, Tiago Barroso Cassar da Silva e Viviane Cunha Souza.

Fonte: Verdinho Itabuna

Nenhum comentário