ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Nº de adultos internados com Covid cai 51% na BA, mas não cede entre pacientes pediátricos



Foto: Manu Dias/GOVBA


No último mês a Bahia assistiu a duas tendências diferentes dentro das enfermarias e UTIs Covid-19. Entre os adultos com a infecção, o número de hospitalizados caiu pela metade ao comparar os dados de 22 de julho e os desse domingo (22). Só que um movimento diferente aconteceu em relação aos pacientes pediátricos. Nesse público os números praticamente não tiveram variação.
No mês passado, o estado somava 1.524 pacientes hospitalizados com a infecção em leitos clínicos e de Tratamento Intensivo. Eram 637 adultos nas enfermarias e 827 nas UTIs. Já neste domingo, o dado registrado no boletim da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) era 53% menor nas enfermarias e 46,9% em relação às UTIs.
Em relação aos internados pediátricos, eram 35 pacientes em leitos clínicos Covid-19 e 25 em UTI em julho e, um mês depois, o boletim mostrou 34 em enfermarias (uma redução de 2%) e 22 em vagas de UTI (12%).

SITUAÇÃO NA CAPITAL

Salvador segue a tendência identificada no estado, mas registra reduções ainda maiores em relação aos adultos hospitalizados.
Em 22 de julho a capital baiana tinha 581 internados com Covid. Eram 222 adultos em leitos de enfermaria e 317 em UTIs, além de 24 pacientes pediátricos em leitos clínicos e 18 em Tratamento Intensivo.
Passado um mês, o número geral de internados caiu 51% e chegou a 284 pacientes. A redução nos adultos nas enfermarias foi de 59%, maior que a taxa identificada no estado. Nas UTIs a queda foi de 51%. Já nos leitos pediátricos, o número registrado neste domingo foi de 23 nas enfermarias e 17 no Tratamento Intensivo.
Além da tendência em relação à hospitalização, há uma outra diferença entre os dois grupos: a vacinação. Enquanto para os adultos com 18 anos ou mais a aplicação de doses de imunizantes que protegem contra a Covid tem avançado e já foi concluída em parcela dos 417 municípios, a vacinação das crianças e adolescentes com idade entre 12 e 17 anos foi aprovada pela CIB apenas para aquelas com comorbidades, e só aconteceu na semana passada (leia mais aqui).
Salvador aguarda o aval da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), instância deliberativa da saúde e reúne representantes dos 417 municípios e o Estado, para iniciar a estratégia de vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades.
No público dessa faixa etária e com doenças crônicas a cidade iniciou a imunização segunda-feira (23), mas o prefeito Bruno Reis (DEM) sinalizou nesta segunda-feira (23) que quer avançar e iniciar também a aplicação das doses contra a Covid nas pessoas dessa faixa etária sem doenças crônicas. De acordo com o gestor, a expectativa é de que o assunto seja discutido e haja uma definição sobre a liberação ainda nesta semana. O prefeito aproveitou a oportunidade para fazer um apelo para que a deliberação seja positiva (entenda melhor aqui).

Nenhum comentário